Skip to main content

O professor santista fechou sua primeira turma virtual pós-Imersão aplicando os 8Ps

Treinamento foi crucial para a guinada na vida profissional do músico, que fechou sua terceira turma virtual utilizando técnicas 8Ps

Por Julia Yembo | estagiária de Jornalismo da 8Ps  – (sob supervisão da jornalista Verônica Guimarães / Mtb 33215)

Artista e professor de música, Luiz Oliveira atua na área há 15 anos. Oferecendo aulas de violão e guitarra nos modos presencial e online (via WhatsApp) pelo Luiz Oliveira Guitar Team, ele, que é da Baixada Santista, buscava aprimorar seus conhecimentos para aplicar no gerenciamento de sua equipe de aulas presenciais, composta por professores, quando recebeu uma indicação que mudaria sua vida.

Essa recomendação foi feita pelo amigo Roberto Barros e tinha nome e sobrenome: Conrado Adolpho. A partir desse momento, Luiz começou a acompanhá-lo e, em pouco tempo, decidiu por comprar seu ingresso para a Imersão 8Ps, Turma 37: “a melhor decisão que poderia fazer na minha vida!”.

Corrida contra o tempo

Luiz foi motivado pela oportunidade de ser destaque entre os participantes do grupo de imersos, o OneWeek Club, que premiaria aqueles que obtivessem resultado em uma semana.

Pensando nisso, partiu para ações que viriam a transformar sua carreira profissional; estabeleceu, como meta, a captação de novos alunos. Para isso, criou página de vendas responsável pela conversão de seus leads em compradores. E, na sequência, fez uma live no Facebook, no último dia do desafio – domingo seguinte à Imersão. Apesar de problemas técnicos e de, por um momento, acreditar que o Método não funcionaria para ele, Luiz conseguiu dar início à formação da sua terceira turma virtual de estudos, a primeira pós-Imersão. “Tive um pouco de problemas na aplicação do Método. Mas ainda assim, consegui fechar quatro alunos para essa turma”, afirma o músico.

Munido de técnicas como os gatilhos mentais durante todo o processo trabalhado utilizando os 8Ps, o professor avalia que o Método lhe rendeu bons frutos: “ofereci bônus, fiz uma Oferta Irresistível e consegui quatro conversões com uma única live no Facebook”. Além desta captação, o professor passou a trabalhar melhor o Instagram, com a técnica Titan, passada pela mentora 8Ps Andressa Mendes, especialista no aplicativo, e conseguiu, então, completar sua turma com treze alunos. “Também fiz o uso da low hanging fruits. E, colocado na ponta do lápis, meu resultado final em vendas foi de cerca de três mil reais – um valor inédito, até então – ao cobrar 297 reais por aluno”, conta.

O professor afirma ainda que sua meta era conseguir 30 alunos, porém alcançou pouco menos de 50% disso: “agora é analisar os erros e seguir em frente”. O músico reconhece, ainda, a importância da apostila: “ela te dá as soluções. Eu não sabia o que era um e-mail marketing, eu não sabia o que era uma página de vendas”. Mas, ressalta: “você não vai olhar na apostila e resolver a vida. Precisa ir para o campo de batalha, porque senão você não sabe nem qual é o problema”.

Planos para o futuro

Para o futuro, o músico deseja alcançar uma posição de autoridade, tornando-se referência no país – seja pela qualidade do serviço ou pelo engajamento com a audiência. Por conta disso, tem buscado cursos para se aprimorar, “estou estudando com professores que vieram de fora do país”. E não deixa de lado, claro, o posicionamento idealista comum aos artistas: quer transformar a realidade das pessoas que procuram pelo seu serviço.