Skip to main content
Imersao 8Ps-cases-de-sucesso

Com Oferta Irresistível, Coach Fecha 8 Sessões e 3 Mentorias para Empoderar Clientes – e ela própria

Coach especializada em realização profissional para mulheres, Salua Ghonaim soma resultados de superação tanto na vida pessoal, quanto na profissional e, com a experiência forjada em sua jornada de heroína, tem se dedicado a ajudar empresárias a despertar o seu potencial por meio da liberdade emocional. “Nesse ciclo de recomeços, o legado que vou deixar, daqui pra frente, é o Conrado Adolpho que está fazendo cada vez mais crescer dentro de mim”, compartilha. Aplicando o Método 8Ps para vender o seu programa de coaching “Mulher Imparável”, além de mentorias, a empresária foi premiada no palco da Turma 38 da Imersão 8Ps com a garrafa “Eu mereci” e com o troféu One-Week-Club. Saiba mais.

POR: JANAÍNA QUITÉRIO | REPÓRTER DA WEBLIV

Salua Ghonaim é uma empresária que atua como coach profissional há 12 anos com foco em felicidade e realização profissional para que mulheres encontrem o seu propósito de trabalho, superando as adversidades cotidianas – propósito que ela mesma construiu em sua vida pessoal e que, agora, depois de lidar com a dor, compartilha em seu meio profissional com sabedoria.

Após a Turma 38 da Imersão 8Ps, realizada em julho, Conrado Adolpho gravou alguns Stories em seu Instagram para falar, justamente, sobre a importância de o empresário ter um propósito para aguentar as dificuldades da sua jornada como empreendedor. Ele explica: “Quando você caminha como empreendedor, você caminha duramente, tem muitos problemas, muitos desafios e precisa de algo maior para fazer com que você não confunda dor com sofrimento. (…) O propósito é o significado que você dá. Se a dor não tem sentido, você fica se perguntando do porquê aguentar aquela dor. Com um propósito forte, você não desiste porque dá significado àquela dor –  e continua a sua caminhada, apesar dela”.

Em sua vida pessoal, Salua conheceu bem o significado da dor, mas conseguiu, anos mais tarde, transformá-la em combustível para montar o próprio negócio e ajudar outras mulheres em suas buscas por propósitos. Nascida em família árabe tradicional, na capital paulista, Salua casou-se sob o fardo do dote aos 17 anos de idade – um casamento “de princesa” no qual, se sobrou luxo, faltou amor. Meses depois, ela se deparou com um marido que não poupou a esposa grávida das suas mãos violentas – situação que, se hoje ainda é difícil de ser compartilhada, 20 anos antes, então, arroxeava ainda mais a alma de centenas de mulheres em seu desespero por liberdade.

“Eu sempre tinha sido uma mulher de atitude, mas, depois disso, fui ficando cada vez mais amedrontada. Fui me sentindo pequena a cada dia e, muitas vezes, meu único pensamento era a morte. Tentei me separar muitas vezes, mas tinha vergonha. Como meus pais, tradicionais, iam lidar com uma filha separada? Não era algo fácil de ser falado. Nas muitas idas e vindas, em uma das voltas, eu engravidei de novo. E agora? Meu Deus, eu nem sabia me sustentar sozinha porque sempre tive tudo”, relembra.

Foi no meio desse furacão – e grávida da segunda filha – que começava a história de Salua no empreendedorismo. Apesar de não poder terminar os estudos – foi a primeira coisa cortada pelo marido -, ela era bastante curiosa e começou a produzir pulseiras e bijuterias às escondidas na madrugada, enquanto o marido dormia, para vender na vizinhança. “Eu me lembro de ter juntado por volta de 30 reais e fui, pela primeira vez, à Rua 25 de Março. Eu nem sabia direito o que compraria e, quando cheguei lá, tive uma crise de choro porque sabia que alguma coisa ali mudaria”.

Em março de 2004, quando a filha caçula tinha completado um ano – e a mais velha estava com seis anos de idade -, a violência doméstica ainda era constante e, com o apoio da família, Salua pediu separação, deixando a casa apenas com a roupa do corpo. Ela havia se decidido a construir uma perspectiva de vida diferente para as filhas. Fim? Não, ainda. Quatro meses depois, o ex-marido buscou a filha mais velha para passar as férias com ele e, quando Salua foi buscá-la, foi recebida com um mandado judicial que a proibia de se aproximar da filha. Era a forma que o ex-marido havia encontrado para continuar a violentá-la – agora, separando-a da mãe e da irmã mais nova. A família de Salua, ao mesmo tempo, tinha acabado de perder todas as posses e como pagariam advogado?

Foram as joias e bijuterias de Salua que ajudaram a família por um bom tempo. À força, ela teve de deixar de ser uma menina dependente – primeiro, do pai, depois do marido, que tirou tudo dela, até as filhas. Um ano depois, ela pôde voltar a visitar a filha mais velha, mas, com a diferença gritante na educação de ambas, entregou a mais nova aos cuidados da ex-sogra. “Foi a melhor – e a pior – coisa que havia feito na vida”, lamenta-se. Somente quando a filha mais nova completou 12 anos de idade, em 2015, ela pôde fazer a sua escolha perante a Justiça: depois de mais de dez anos de separação forçada, ambas as filhas puderam fazer a escolha de viver com a mãe, com quem estão até hoje.

A DECISÃO PELO SUCESSO: IMERSÃO 8Ps

Como a vida não é feita só de tormentas, em meio às arrebentações, Salua se firmou em seu navio: fez diferentes coleções de joias e bijuterias para lojas de requinte, como a Zoomp, comprou, junto com o pai, restaurante em Guarulhos, depois o venderam e adquiriram uma loja de móveis planejados em shopping e, em compras e vendas de negócios, foi zerando todas as dívidas. Em paralelo, ela recebeu ajuda de um mentor, que indicou a ela diferentes caminhos: ela fez Programação Neurolinguística (PNL), coaching, hipnose ericksoniana, entre outros cursos, e com esse mentor ela se casou um ano depois – companhia que, desde então, a incentiva para o caminho do sucesso. Juntos, tomaram contato com o Método 8Ps, ensinado por Conrado Adolpho, para pequenos e médios empresários alavancarem os seus negócios.

“Conhecemos o Conrado desde a Turma 33 da Imersão 8Ps, que tinha um formato diferente. No início, eu tinha mais admiração pelo Conrado, pelo seu raciocínio lógico e professoral, com muita didática, do que pelo Método 8Ps propriamente dito, que, para mim, era russo. Antes da Imersão 37, tive a oportunidade de assistir a uma Palestra Beneficente, que Conrado Adolpho fez na Zona Norte de São Paulo, e ali eu vi que havia algo diferente. Fui à Imersão e fiquei de boca aberta com o Método. Tanto que, no segundo dia, eu comprei o treinamento ‘Legacy Society’, mesmo estando endividada. E, com uma bíblia na mão, que é a apostila, o Método pareceu ter ficado mais estruturado – não diria que ficou fácil, mas não é mais aquele javanês todo que eu achava”, confessa.

Saindo da Turma 37, Salua decidiu seguir o Método e construiu, durante os exercícios feitos nos três dias de treinamento, a estrutura de uma oferta irresistível – ensinada por Conrado Adolpho. Na quarta-feira, ela fez a copy e chamou a sua audiência para um Webinário. Lá, ela vendeu oito sessões do seu programa de coaching “Mulher Imparável” e, para quem não havia comprado, ela enviou, por e-mail, uma proposta de mentoria, a 5.200,00 – fechando três. Com o resultado, ela entrou para o grupo de imersos que conseguiram resultados na mesma semana de conclusão da Imersão e faz parte, agora, do “One-Week-Club”.

“Eu não sei expressar a alegria que foi ter esse resultado. Caramba, deu certo, agora, é só replicar. Foi um sentimento de transcendência, de gratidão, de conseguir seguir o método. E imagina, eu estava muito sem grana”, comemora. Salua voltou à Turma 38, onde recebeu premiação, junto com mais 50 empresários, por ter conseguido resultados apenas seguindo o Método. E, ainda, com mais uma vitória: na Turma anterior, ela havia decidido parar de fumar – feito!

“Eu vi no Conrado essa vitalidade toda e decidi me inspirar nele. Porque sucesso é uma decisão em todas as áreas. Eu não consigo ter uma alta performance com esse vício horroroso e decidi parar de fumar, mesmo sabendo que iria engordar, como de fato aconteceu. Parece que não tem nada a ver, né, uma Imersão de negócios e a pessoa para de fumar?!”, ironiza.

Renascida das cinzas, Salua Ghonaim está disposta a ampliar a sua ajuda em transformar outras vidas, aproveitando a força que mostrou ter dentro de si. “Eu era a princesa de um castelo de merda. Mas, hoje, eu construí o meu castelo com cada pedrinha que eu encontrei pelo caminho. Os obstáculos me transformaram na mãe e na mulher que eu sou hoje. E a ‘Mulher Imparável’ é esta: que renasce, que tem muita fé e não desiste até conseguir o que quer – e é por isso que eu trabalho todos os dias”, finaliza.

Sabe propósito?

RESULTADOS  COM O MÉTODO 8Ps:

    • Após a Turma 37 da Imersão 8Ps, botou a “Oferta irresistível” para rodar na mesma semana e, com essa estratégia, vendeu 8 sessões de seu programa de coaching, além de três mentorias, com faturamento de mais de 15 mil
    • Aplicando a decisão pelo sucesso para além dos negócios, entre a Imersão 37 e 38, parou de fumar: em busca da alta performance
    • Com o resultado, foi premiada com o troféu “One-Week-Club” e com a garrafa preta “Eu Mereci” no palco da Imersão 38

 

udate-case-sucesso-8psCerca de 20 dias depois da Turma 38, Salua usou a “Tática da Rêmora”, aproveitando um programa Globo Repórter sobre autoestima. “Eu tenho um produto, que faz parte da jornada da minha persona, que é o curso Autoestima na Prática. Eu grudei em tudo que saiu antes, durante e depois do programa e fiz 15 vendas, de maneira estratégica, sem investir nenhum centavo, apenas aplicando uma técnica. Este produto, no funil, sai por 97,00. Fora do funil, 297,00”, compartilha a sua atualização.