Skip to main content
8ps_thumb_2001---Como-você-tem-cuidado-da-vitrine-da-sua-empresa_900x500_01

Você Está Cuidando Bem da Vitrine da Sua Empresa?

cta_8ps_livro_cta_pequeno_shortcode_01

Uma matéria da revista Pequenas Empresas e Grandes negócios, revela que grande parte empresas brasileiras – 78% – confia às agências de marketing o papel de criar e por em prática suas campanhas de marketing social, é o que revela a pesquisa “100 Casos de marketing em sites de redes sociais – Cenário Brasileiro 2006-2014”, realizada pelo ESPM Media Lab. O estudo foi divulgado no mês de setembro durante o 1º Fórum Digital ESPM Media Lab.

 

Isso indica que apenas 22% das empresas do país não terceirizam esse serviço, ou seja, desenvolvem as suas próprias campanhas.

Isso pode servir de lição para pequenas e médias empresas que desejam engajar os seus consumidores de forma barata e obter grandes resultados como o de grandes empresas.
Uma matéria produzida pela revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios trás 3 dicas de ouro do Vinícius Pereira, diretor do Media Lab da ESPM, que realizou a pesquisa que mencionei para quem quer alcançar esses resultados de forma barata e de quebra ainda dá uma última dica matadora:

 

  1. Sua empresa precisa perceber que as mídias sociais são mecanismos de diálogo com os consumidores, que precisam ser leves, lúdicos e principalmente transparentes. Esqueça a unilateralidade de outros meios.
  2. Não basta criar uma campanha em vídeo. Ou texto. Ou com imagem. Você precisa misturar tudo e fazer com que cada aspecto funcione em harmonia com os outros.
  3. As mídias sociais não substituirão as mídias tradicionais de massa e offline. Portanto, você tem de encontrar formas de integrar todas, quando necessário, para conseguir os melhores resultados.
  4. As métricas são a âncora para dar estabilidade para sua campanha nesse mar turbulento que são as mídias sociais. Elas poderão guiar suas decisões e dar um pouco mais de segurança.


Defina quais são seus objetivos e que números serão importantes para cada ação que você planejar. Use a internet para encontrar as ferramentas que o ajudarão a monitorar esses resultados. Sempre recorra a ajuda especializada.

Mas antes de tudo, você precisa saber como divulgar a sua marca ou negócio através das redes sociais e precisa também saber como é o perfil do brasileiro nas redes sociais! Veja no infográfico produzido pela redação da revista Galileu:

Uma maneira de divulgar a sua marca nas redes sociais é por meio de conteúdo relevante. Ou seja, criando conteúdos criativos para os quais seu público dê valor. Pode ser um vídeo, uma imagem, ou um podcast. Isso porque as pessoas tendem a compartilhar, entre seus amigos, conteúdos úteis, engraçados, supreendentes ou inéditos.

Pensar em diferentes modos de criar tal conteúdo é uma tarefa divertida, basta entender as motivações do seu consumidor em passar para frente uma determinada informação. Para isso, você deve conhecê-lo muito bem. Descobrir suas necessidades e desejos é essencial para uma ação de sucesso.

Se você tem um bom relacionamento com a sua lista de e-mails, você pode fazer pesquisas com certa frequência para descobrir que tipo de conteúdo seria relevante para os seus consumidores.

Vamos pensar no caso de um adestrador : Você acha  que um vídeo institucional mostrando as dependências físicas do seu negócio seria mais difundido que o de um cão arteiro criando maneiras de roubar o sanduíche das mãos do dono? Claro que não. A segunda opção seria muito mais eficiente.

Entretanto, deve haver um gancho na ideia, uma ponte cognitiva. Nesse caso, poderíamos inserir a seguinte assinatura: “Se seu cão é um artista, traga ele para o nosso programa de treinamento. Ele nunca mais roubará os seus sanduíches de mortadela.”

A relevância não se resume apenas ao funcional porque a emoção também gera valor. Nesse caso, o humor melhora a vida do espectador, mesmo que temporariamente. Gerando, assim,  uma relevância.

Uma vez que você descobriu o que gera valor para o seu público-alvo e produziu o conteúdo, você deve divulgá-lo nas redes sociais. Será nelas que a distribuição ocorrerá de forma mais intensa e espontânea, de pessoa para pessoa. Você ainda pode associar o Google ao Facebook para potencializar a propagação desse material.

O fluxo natural normalmente é um consumidor em potencial fazendo uma pesquisa no Google, a qual resulta em um link dentro do Facebook que leva essa pessoa a compartilhar esse material. Atualmente, o Facebook é o maior “player” em compartilhamento de informação devido à facilidade com a qual ele permite realizar essa ação, especialmente com o seu botão específico de “compartilhar”.

Com tal estratégia você conseguirá divulgação gratuita para sua marca a partir dos próprios consumidores nas redes sociais. Sem dúvida, uma maneira de você diminuir o custo de conversão e aumentar seu tráfego a partir das redes sociais.

Agora que você já viu todos os motivos para divulgar sua marca através das redes sociais, vamos falar de alguns tópicos importantes:

É preciso saber em quais redes sociais o seu negócio se encaixa. Às vezes o Facebook pode ser uma rede social com um potencial forte para alavancar o seu negócio, mas o Twitter pode não ser uma boa.

O Facebook ganha desparadamente das outras redes sociais. Se você está pensando em migrar o seu negócio para ele, tem alguns pontos importantes

O primeiro ponto a ser pensado é se você deve utilizar um perfil ou uma fan page (página de fãs) no Facebook. Fan page, ou Página de fãs, é uma página específica dentro do Facebook direcionada para empresas, marcas ou produtos, associações, sindicatos, autônomos, ou seja, qualquer organização com ou sem fins lucrativos que desejem interagir com seu público no Facebook.

Quando você está construindo o seu negócio é muito comum utilizar o seu perfil do Facebook para poder atender a demanda de atendimento dos seus clientes. Mas como o tempo o número de amigos vai crescendo e vai chegar um dado momento que você não será mais capaz de aceitar amigos no seu perfil, dessa forma será “obrigado” a criar uma nova conta.

Com a Fan Page isso nunca ocorrerá pois não existe um limite de fãs que podem curtir a página. Esse é um dos problemas que você terá que enfrentar caso não queira criar uma Fan Page. Vamos falar mais alguns:

1-  Mensagens instantâneas

Como você possui um perfil a demanda de atendimento é muito grande. Seus clientes verão que você está online e isso não significa que muitas delas são qualificadas. Dúvidas inúteis irão surgir cada vez mais e seu cliente irá desistir de fazer coisas sozinho para perguntar a você.

2 – Ser punido pelo Facebook

Ao ter um perfil é comum que você passe a adicionar pessoas para divulgar seu negócio. Como você está tentando se conectar a pessoas que você não conhece, com certeza irão surgir denúncias e o Facebook não vai hesitar em bloquear ou até deletar sua conta sem aviso prévio. Está nas regras que empresas não podem possuir perfil.

3 – Métricas

Outro recurso que também não está disponível para os perfis são as ferramentas de estatísticas e diversos aplicativos que podem ser instalados na Fan page como, por exemplo, enquetes, discussão de assuntos e a possibilidade de criar aplicativos customizados, como uma página de apresentação da empresa. Com um perfil você ficará preso ao número de curtir, comentar e compartilhar de cada post, ficando sempre no vazio.

Ok, já falamos um pouco dos problemas, agora pra você resolver fazer de vez a sua Fan Page, vamos falar alguns benefícios que a página de fãs poderá trazer para você:

Impulsionar Posts

Você pode aumentar o engajamento nele com likes, comentários e compartilhamento. Ah! E os engajamentos são acumulativos. Isso quer dizer que quando um fã curti o post, automaticamente o post aparecerá na sua timeline (feed de noticias), ou seja, alcançará também os amigos de quem curtiu. Você pode impulsionar para a sua publicação para todos da sua página (é a única maneira de você garantir que todos vão visualizar), para os amigos dos seus fãs e por interesse.

Análise de métricas

Com a Fan Page, você pode analisar todos os dados de interação dos fãs e demais usuários com os conteúdos postados como número de visualizações e likes.

As métricas são exibidas em um gráfico em linha do tempo, ou seja, você pode ver em quais horários do dia que seus posts tem mais engajamento.

 

1

A métrica da imagem abaixo é uma bem resumida da semana, existem métricas um pouco mais complexas, que podem te ajudar a traçar o perfil das pessoas que acessam a sua página. Veja na imagem abaixo:

2

 

Anúncio em Feed Notícias

A única forma de você criar um anúncio no Facebok Ads para ser exibido no Feed de Notícias é usando uma Fan Page como anunciante.Assim como os posts impulsionados, os anúncios dos feeds possuem as interações.

Alguns tópicos a serem pensados antes de criar sua Fan page:

  • Qual será o público que você pretende atingir com a sua fan page?;
  • Qual é a linguagem mais apropriada para tratar com esse público?;
  • Qual será o conteúdo?;
  • Periodicidade.

Esses tópicos são importantes para que você possa ter uma Fan page mais organizada. Também é importante para que ela não perca o foco e também não deixe de ser atualizada com freqüência.

Outras redes sociais que você pode pesquisar se valem a pena são: Twitter, google +, Linkedin, vímeo, youtube, Instagram, etc. Mas, não se esqueça: é preciso descobrir quais redes sociais apresentam um potencial forte para o seu tipo de negócio.

Você vai precisar descobrir onde está o seu público, você precisa saber que tipo de conteúdo vai trabalhar nessas redes sociais.

Provavelmente você já ouviu falar na Camila Porto, maior referência em Facebook Marketing no Brasil. Ela tem ótimas dicas sobre conteúdos que podem ser publicados no Facebook.

Lá no portal do 8Ps, tem uma palestra sobre isso, produzido por ela, falando exatamente sobre isso. Lá ela dá ótimas dicas sobre conteúdos que podem ser criados para o seu público e publicado no Facebook.

Espero que esse artigo tenha te ajudado a ter grandes sacadas! Não deixe de comentar aqui as suas dúvidas e também os resultados que obteve!

Até a próxima e um grande abraço! 🙂

 

cta_8ps_livro_cta_grande_shortcode_01

[u1m]
[u1m]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]