Skip to main content

Sociedade: O Segredo Para Ter Um Relacionamento Saudável Com o Seu Sócio

Constituir uma sociedade é um tema amplo e complexo. Esse assunto dá sempre pano para manga e engloba vários aspectos: societários, técnicos, pessoais, emocionais… Como se trata de um tópico crucial para a vida de qualquer nova empresa, começo por aqui uma série de três colunas para falar dos principais aspectos da estruturação da sociedade em uma empresa.

A maioria do fracasso das empresas hoje, não está no mercado e sim na relação entre os sócios. Podemos ver diversas empresas com futuro promissor mas que, devido ao mal relacionamento entre sócios, acabam comprometidas.

A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, faz uma comparação da sociedade com o casamento:

“É difícil encontrar o parceiro certo, a relação passa por crises e conflitos, mas também existem muitos momentos felizes e realizadores juntos, especialmente quando há sintonia e cumplicidade entre as pessoas.”

E, realmente, esse relacionamento é muito parecido. Por isso, muitas vezes, se você não encontra o parceiro certo, acaba dando tudo errado. É importante que você já tenha trabalhado com a pessoa que você tem em mente para ser o seu sócio.

Felipe Matos, colunista da revista, adverte:

“Não case antes de namorar. É importante e saudável ter uma experiência de trabalho com seu futuro sócio para conhecê-lo melhor e entender se a interação entre vocês funcionará bem. Existe até uma forma jurídica de fazer esse test-drive, que é usar instrumentos de vesting.”

Explicando de forma bem resumida, o vesting é um estilo de contrato que define um tempo de experiência para o novo sócio. Conforme ele vai cumprindo as metas, ele recebe, aos poucos, o percentual de ações a que tem direito.  Esse mecanismo tem duas vantagens:

  • como define um período de experiência entre os sócios, permite uma saída menos traumática se a relação não funcionar bem;
  • estabelece um tempo para que a composição de participação seja totalmente adquirida pelo novo sócio. Se ele sair antes de completar esse período, terá direito apenas às ações correspondentes ao tempo em que ficou na empresa. Essa estratégia alinha melhor os ganhos ao valor que cada um agregou ao negócio.

Para fazer o vesting é importante que você procure um advogado, há várias formas legais de implementar esse instrumento que, além de vantajoso para os sócios, é vantajoso para o negócio.