Skip to main content

Saiba como fazer marketing digital de uma vez por todas

Você certamente já ouviu mais de uma vez a respeito da importância do marketing digital para as estratégias de vendas e fidelização de clientes de sua empresa. Afinal, em um mundo cada vez mais conectado, saber como fazer marketing digital pode ser o diferencial entre sua empresa e a concorrente.

Apesar disso, é possível que você tenha dúvidas a respeito do assunto, já que ele é bastante amplo, trata de diversas técnicas, processos e ferramentas e pode ser recheado de termos técnicos, como método 8Ps — mas que podem ser entendidos e colocados em prática com bom planejamento e dedicação.

Para ajudar você a entender, de uma vez por todas, como fazer marketing digital de forma eficiente, inteligente e com resultados, explicamos tudo que você precisa saber para dominar essa estratégia. Confira!

1. Por que fazer marketing digital?

Com mais de 50.000 buscas mensais só no Google e mais de 70 milhões de páginas tratando do assunto, é bastante provável que você já tenha ouvido falar da importância do marketing digital para seu negócio ou mesmo já tenha desenvolvido algum tipo de estratégia digital.

E não é para menos: segundo dados recentes, existem mais de 120 milhões de pessoas conectadas na internet no Brasil, que só fica atrás dos Estados Unidos, da Índia e da China em número de usuários totais, num mercado que já ultrapassou 3 bilhões de indivíduos. São muitos clientes em potencial, não é mesmo?

Com isso, é possível entender a importância de saber como fazer marketing digital, mas listamos mais alguns bons motivos para te ajudar a tomar essa decisão. Confira:

1.1 Ser encontrado mais facilmente

Uma das grandes vantagens do marketing digital, como dissemos acima, é o enorme público que pode ser atingido por suas estratégias de marketing, ou seja, o público potencial de seus produtos ou serviços, que estão ao alcance de um clique ou toque na tela.

Hoje é possível afirmar que a decisão de compra está cada vez mais nas mãos do cliente, sendo que a tomada de decisão muitas vezes acontece antes mesmo de o cliente chegar à loja ou entrar em contato com sua empresa, o que torna fundamental que sua empresa seja encontrada com mais facilidade por sua persona.

1.2 Tornar-se referência em seu mercado de atuação

Outra grande vantagem do marketing digital está em permitir que você ou sua empresa se tornem referência dentro de seu mercado.

Isso significa que, com estratégias de marketing digital eficientes, como blogs, listas de e-mail e materiais ricos, sua empresa se posiciona de forma a responder dúvidas e solucionar problemas de seu público, sendo que muitas vezes eles mesmos não sabem quais são esses problemas até serem apontados a eles.

Para isso, é necessário criar valor, ou seja, oferecer respostas para essas dúvidas e consolidar a presença de sua marca ou produto como resposta para esses anseios antes mesmo de realizar a oferta de venda de seu produto ou serviço.

1.3 Analisar resultados com mais facilidade

Uma das grandes vantagens do marketing digital, com relação às mídias tradicionais é que o primeiro é altamente auditável, ou seja, é possível acompanhar métricas, estatísticas e resultados em tempo real, o que permite compreender diversos fatores de sucesso ou que precisem de ajuste em seu plano de marketing.

Por meio do marketing digital, é possível determinar com precisão quem é sua audiência, quantas pessoas foram atingidas pelas ações, quais seus resultados e até mesmo seus gostos, preferências e hábitos de consumo.

Entendeu os motivos pelos quais saber como fazer marketing digital de forma adequada é o primeiro passo para adotar essa estratégia vencedora em seu negócio? O próximo passo está em desenvolver um bom plano de marketing. Confira:

2. Como fazer um plano de marketing?

Agora você certamente já entendeu a importância de aplicar uma estratégia eficiente de marketing digital para impulsionar os resultados de sua empresa. No entanto, para que sua estratégia digital traga resultados, é fundamental desenvolver um plano de marketing. Mas você sabe o que é isso?

2.1 O que é plano de marketing?

Em resumo, é o planejamento das ações de marketing de uma empresa, visando atingir determinado objetivo — seja a promoção de uma marca, seja o fortalecimento de um produto no mercado ou mesmo da divulgação de determinado serviço oferecido pela empresa.

É aqui que serão apontadas as ações a serem realizadas dentro da estratégia de marketing digital e quais os passos necessários para que sua empresa possa atingir os resultados desejados.

2.2 Como desenvolver um plano de marketing eficiente?

Para que sua empresa desenvolva um plano de marketing realmente funcional e eficiente, é preciso conhecer bem seu público por meio do estudo das personas (que trataremos logo abaixo) e entender quais são suas demandas, desejos e hábitos de consumo.

Tomando esse conhecimento como base, deve-se decidir quais ações serão tomadas ao longo de todo o plano de marketing, indo desde o planejamento até a execução de suas campanhas, sendo que cada um dos processos deverá condizer com o posicionamento de sua marca e como sua empresa se comunica com seu público.

É possível resumir um bom plano de marketing digital como o conjunto das estratégias a serem utilizadas para aumentar a participação de mercado de sua empresa, por meio da promoção de seus produtos ou serviços através das ferramentas digitais.

3. Como fazer marketing digital eficiente?

Dentre os pilares de uma estratégia eficiente e de resultados, podemos citar os blogs, a definição clara dos objetivos de sua empresa com o marketing digital, o estudo das personas de seu negócio e a compreensão dos canais de marketing que serão utilizados. Entenda melhor abaixo.

3.1 Blog

Talvez a ferramenta mais conhecida e popular dentro das estratégias de marketing digital, o blog é um canal de comunicação entre sua empresa e seu público e tem por objetivo construir autoridade, ou seja, aumentar a credibilidade de seu negócio com relação a determinado assunto ou demanda da persona.

Oferecendo conteúdo informativo para o visitante de seu site, que muitas vezes será seu cliente em potencial, o blog permite que empresas e profissionais esclareçam dúvidas do público-alvo, ganhando autoridade e importância dentro de determinado assunto, o que o aproxima do potencial cliente.

De acordo com dados da pesquisa Content Trends, de 2016, quase 62% das empresas brasileiras acreditam que publicar conteúdo em seus blogs seja uma boa estratégia de divulgação, já que isso aumenta a visibilidade e a confiança do público em seus produtos ou serviços.

Além disso, os blogs são ferramentas de marketing com baixo custo inicial e que permitem que qualquer empresa, da pequena à multinacional, possa divulgar conteúdos importantes para seu público-alvo, dialogar de forma direta com ele e construir uma relação de proximidade, que aumentará as vendas.

3.2 Objetivo

Quando as empresas iniciam o desenvolvimento de estratégias de marketing digital, muitas vezes acabam por se apressar em adotar todas as estratégias e ferramentas de uma só vez, o que pode dificultar o processo e até torná-lo ineficiente, já que não há objetivos definidos e claros dentro da estratégia.

Para um marketing digital eficiente, é fundamental que sua empresa defina quais os objetivos por trás da estratégia de marketing, o que significa que ela deverá, no planejamento, entender quais são os pontos mais importantes que serão trabalhados por meio da estratégia digital.

Se você deseja aumentar o reconhecimento de sua marca no mercado, por exemplo, é importante definir que o objetivo do marketing digital é aumentar sua visibilidade, enquanto empresas já consolidadas, mas que querem mudar seu posicionamento ou mesmo lançar um novo produto, devem focar seus esforços em objetivos diversos.

3.3 Persona

Se você está atento ao mundo do marketing digital, já deve ter se deparado com o termo persona antes mesmo de sua presença neste artigo, não é mesmo? Apesar disso, muitas pessoas ainda têm dúvidas a respeito das personas, sua utilidade e como são desenvolvidas.

Personas, no marketing digital, são perfis semificcionais, que representam seu cliente ideal, desenvolvidos de forma a auxiliar sua empresa a compreender melhor quem é seu cliente, quais seus anseios, dores e necessidades.

Como já dissemos, a decisão de compra está cada vez mais nas mãos do consumidor, que aprendeu a pesquisar mais e melhor a respeito de suas necessidades e procurar a empresa, produto ou serviço que melhor atende a sua demanda.

Ao contrário do conceito de público-alvo, bastante popular anteriormente, mas que abrange um grande número de pessoas e tende a ser mais genérico, o conceito de persona é individualizado, ou seja, é desenvolvido de acordo com as informações do público de seu negócio, mas visando torná-lo mais palpável e compreensível para sua equipe de vendas.

Por criar um personagem semificcional, a estratégia de uso de personas permite adequar as estratégias de marketing às demandas específicas daquele indivíduo e, por consequência, ter mais sucesso ao falar com seu público.

Para iniciar a definição das personas de sua empresa, é interessante realizar algumas perguntas, visando desenvolver o perfil desse “personagem” que representa seu público, conforme listamos abaixo:

  • Qual a idade da persona?
  • Onde mora?
  • Quem é seu potencial cliente?
  • Quais os assuntos de seu negócio que despertam o interesse da persona?
  • Quais suas atividades e rotinas?
  • Qual seu nível de instrução?
  • Quais seus principais obstáculos e desafios?
  • Quais os formatos de mídia que consome e por quais veículos?
  • Quem influencia na decisão de compra?

Com a resposta para essas perguntas, é possível iniciar o processo de definição de sua persona, que norteará o desenvolvimento de suas estratégias de marketing digital e as tornarão mais eficientes e diretas.

3.4 Canais de marketing

Também é importante conhecer e entender quais são os principais canais de marketing digital e qual a relevância de cada um deles dentro de sua estratégia de marketing. É possível contar com uma grande variedade de canais, mas os principais são as redes sociais, os e-mails, a busca orgânica, as referências, o tráfego direto e as mídias pagas.

Explicamos melhor cada um desses canais e sua importância logo abaixo. Confira:

3.4.1 Redes sociais

Por conta da importância das redes sociais junto aos usuários (como é o caso do Facebook, com mais de 1,3 bilhão de usuários diários), as redes sociais são ótimos canais para que as empresas consolidem sua presença, apresentem conteúdo e desenvolvam uma relação mais próxima com seus clientes e oportunidades.

3.4.2 E-mail

Outra ferramenta muito importante no marketing digital, e que trataremos com mais detalhes abaixo, o e-mail é um excelente canal de comunicação digital, sendo o meio mais utilizado pelas empresas para se relacionarem com seus contatos, já que em 2017 existiam mais de 4,3 bilhões de usuários de e-mail no mundo.

3.4.3 Busca orgânica

Também aprofundaremos mais um pouco o tráfego orgânico a seguir, mas as ferramentas de busca, como o Google, são responsáveis por grande parte do fluxo de audiência na internet, sendo que muitos daqueles que buscam informações a respeito de um produto ou serviço já sabem o que desejam, o que significa que estão mais próximos do momento da abordagem comercial.

3.4.4 Referências

Assim como o tráfego recebido pelas ferramentas como o Google e o Facebook, o direcionamento proveniente de outros sites que apontam para seu conteúdo é uma ótima forma de obter visibilidade e reconhecimento junto ao público. Para isso, é necessário produzir conteúdo de qualidade, apostar em estratégias de co-marketing, guest posts e link building.

3.4.5 Tráfego direto

Quando falamos de tráfego direto, estamos falando dos acessos recebidos diretamente em seu site, ou seja, sem o direcionamento de outra página da internet, o que significa que essa pessoa já conhecia seu site e digitou o endereço diretamente em seu navegador.

3.4.6 Mídias pagas

Além das estratégias orgânicas, como a busca orgânica, a otimização para motores de busca (SEO), referências e tráfego direto, também é possível utilizar mídias pagas para aumentar a visibilidade de seu negócio.

Dentre as ferramentas de mídia paga é possível destacar:

  • os anúncios em redes sociais, como Facebook e Instagram;
  • a busca paga, como nos links patrocinados do Google;
  • e na chamada rede de display, que consiste em espaços comprados para divulgação dentro de outros sites, como nos YouTube Ads dentro da plataforma de vídeo de mesmo nome.

4.  Como otimizar canais de aquisição?

Agora que você já compreendeu quais os principais canais de aquisição de tráfego em marketing digital, é interessante entender como é possível otimizar os três principais por meio da adoção de estratégias específicas. Veja abaixo.

4.1 Tráfego orgânico

Quando falamos em tráfego orgânico, estamos falando do visitante que chega ao seu site por meio das ferramentas de busca (Google, Bing, Yahoo, etc), sendo este geralmente um dos canais de aquisição que apresentam mais dificuldade de sucesso, já que depende de critérios do motor de busca para ter um bom desempenho.

Para otimizar o fluxo de tráfego orgânico, é possível desenvolver estratégias de otimização para motores de busca, o famoso SEO, que permite adequar as páginas de seu site de acordo com os critérios adotados pelo buscador e, assim, ganhar mais visibilidade nas páginas de busca.

Produzir conteúdo de qualidade, com o uso correto da palavra-chave dentro do conteúdo, uso de imagens, vídeos e outros recursos multimídia e de acessibilidade também são técnicas de otimização para esse fluxo de tráfego.

4.2 E-mail Marketing

Quando falamos de estratégias de e-mail marketing, estamos tratando de uma das ferramentas mais eficientes para alcançar resultados em um curto prazo de tempo, além de também ser um dos meios mais baratos de alcançar um grande número de pessoas por meio de uma campanha de marketing digital.

Para otimizar o fluxo de visitação recebido por meio das campanhas de e-mail, é fundamental:

  • ficar atento à segmentação adequada do público (dividir seu público de acordo com seus interesses, gostos e necessidades);
  • desenvolver conteúdos para as diversas etapas da jornada de compra de sua persona;
  • otimizar a linguagem, a estrutura textual e visual e também a quantidade e qualidade dos disparos de e-mail.

4.3 Redes sociais

Quando falamos de redes sociais, é importante estar atento para o fato de que, nelas, o foco não está em seu produto ou serviço, mas na conexão com outras pessoas, seja em nível pessoal, como no Facebook ou Instagram, ou profissional, como no LinkedIn.

Por isso, o papel de sua estratégia de marketing nas redes sociais deve ser otimizado de forma a despertar o interesse do público e levá-lo a outro local, isto é, seu site, para que ele possa ter contato com aquilo que você deseja informar ou oferecer.

Para isso, é possível adotar estratégias de postagem nos horários de maior interesse de sua persona, desenvolver planos de marketing digital específicos para cada uma das redes sociais, de acordo com suas particularidades, focar na experiência do usuário e na qualidade das informações oferecidas por meio da campanha do Facebook ou do Instagram, por exemplo.

5. Como fazer gestão de leads?

Todas as estratégias de marketing digital confluem em um ponto comum: a gestão de leads, ou seja, na compreensão de quem são os clientes em potencial, quais seus interesses, qual seu momento na jornada de compra e também quais as melhores abordagens com cada um, visando aumentar sua conversão. Explicamos esse conceito logo abaixo:

5.1 Conceito

Quando falamos de gestão de leads, estamos tratando dos processos de estudo, análise e compreensão do potencial consumidor, ou seja, do indivíduo que está ao alcance de determinada marca, empresa, produto ou serviço.

Quando tratamos do lead dentro do contexto de marketing digital, estamos falando do cliente em potencial, que está disponível no mercado e que pode ter laços mais próximos com seu negócio por meio das estratégias digitais.

Os leads são aqueles que já visitaram seu site, seu blog ou sua página nas redes sociais, no e-commerce ou correlatos, deixando de ser um desconhecido e entrando no funil de vendas, que desempenha o papel de conduzi-lo (lead em inglês significa conduzir) até a concretização da compra.

5.2 Materiais ricos

Para desenvolver uma relação de proximidade entre o lead e sua empresa, é possível adotar uma série de estratégias digitais, sendo que a oferta de materiais ricos, como vídeos, cursos, workshops, webinários, infográficos e e-books são os formatos mais comuns e utilizados dentro do marketing digital.

Em troca de um bem virtual, que pode ser um e-book sobre um produto, um infográfico sobre uma tendência de mercado ou mesmo um curso online, seu lead deixará dados de contato, como nome, localização, profissão, interesses, dentre outros que permitirão uma comunicação ainda mais assertiva e eficiente entre sua empresa e seu interessado.

5.3 Landing Pages

Ainda dentro da construção da relação entre a empresa e o lead, é comum utilizarmos as chamadas landing pages, também conhecidas como página de pouso, que nada mais são do que as páginas para onde são direcionados os fluxos de tráfego obtidos por meio das estratégias anteriores, visando a qualificação do lead.

Nesse tipo de página, é comum a presença de formulários e a oferta de materiais ricos, como os citados acima, visando obter mais informações a respeito de seu potencial cliente e de seus interesses, para tornar o processo de vendas mais eficiente.

5.4 Qualificação de leads

A qualificação dos leads nada mais é do que definir pontuações de acordo com as ações adotadas pelo lead dentro da jornada de compra, ou seja, determinar sua maturidade dentro do fluxo de vendas e o melhor momento para sua abordagem pela equipe de vendas.

Cada ação positiva tomada pelo lead é considerada um elemento de qualificação, ou seja, quando baixar um e-book em seu site, informar dados de contato ou solicitar um orçamento de determinado produto ou serviço, ele está se qualificando, isto é, se tornando melhor preparado para o processo de venda.

6. Métricas de marketing digital

Lembra quando dissemos que uma das grandes vantagens do marketing digital é a possibilidade de mensurar os resultados obtidos por meio de cada uma das estratégias, em tempo real e com informações aprofundadas?

É por meio das métricas de marketing digital que realizamos essa análise e mensuração de sucesso. Listamos algumas das métricas mais importantes para uma estratégia de marketing digital de sucesso. Confira:

6.1 Retorno sobre Investimento (ROI)

Essa é uma das métricas mais importantes para qualquer negócio, pois está diretamente ligada ao lucro obtido por meio de determinado investimento.

É possível calcular o ROI de uma estratégia ao subtrair o valor investido da receita obtida e depois dividir pelo valor investido: (Receita obtida – valor investido) / valor investido.

6.2 Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

Outra métrica fundamental é o CAC, que serve para mensurar quanto a empresa gastou para conquistar um novo cliente, seja para um produto ou para um serviço. Isso é importante para determinar se a estratégia de marketing digital está trazendo os resultados esperados.

Calculamos o CAC ao somar as despesas e os investimentos em marketing e vendas e depois dividir esse valor pelo número de novos clientes: (Despesas + Investimento) / Número de clientes.

6.3 Taxa de conversão

Além do ROI e do CAC, é importante compreender qual a taxa de conversão, ou seja, qual a proporção entre o número de visitantes ou de atingidos por uma campanha de marketing digital e o número de pessoas que de fato tomaram a ação desejada, seja realizar o cadastro em uma newsletter, baixar um e-book ou fazer uma nova compra.

O que você achou aprender como fazer marketing digital de forma eficiente? Entre em contato conosco e entenda como o método 8Ps do marketing pode aumentar suas vendas!