Skip to main content
blog_8ps_thumb_2034---Os-5-Passos-para-construir-uma-lista-de-email-compradora_900x500_01

Os 5 Passos para Construir Uma Lista de E-mails Compradora

cta_8ps_livro_cta_pequeno_shortcode_01

Você já deve ter ouvido inúmeras vezes a importância de construir uma lista de e-mails para o seu negócio e que, se você não tivesse uma lista grande de endereços de e-mails, estaria deixando dinheiro na mesa.

Mas, mesmo com uma lista de e-mails gigante, muitas empresas não estão ganhando 1 centavo sequer ou estão deixando de ganhar dinheiro em vendas.

Nesse artigo, vou te dar algumas dicas para que você comece a ter os seus primeiros lucros com a sua lista. Vou te falar sobre como construir uma lista de e-mails compradora!

Não comece nada antes de definir um nicho e conhecer muito bem a sua persona (público-alvo)

target

Quando as pessoas decidem que querem trabalhar na internet, uma das maiores dificuldades é definir um nicho de mercado para atuar. Esse é um dos maiores obstáculos que elas encontram e muitas permanecem travadas nesse ponto, pois não tem ideia do que fazer.

Nicho é um agrupamento de pessoas com determinado problema.

Por exemplo, o nicho de mulheres de 30 anos que querem emagrecer, é um grupo de mulheres de 30 anos que buscam um solução específica pra ela conseguir emagrecer.

Muitas vezes isso não quer dizer que você deve ter uma produto totalmente ESPECÍFICO para mulheres de 30 anos, o mais importante ao definir esse nicho é fazer uma comunicação e abordagem específicas para elas.

Os três maiores mercados (BIG 3) que existem são: Saúde e Fitness, Dinheiro e Negócios e, por fim, Relacionamentos.

Continuando…após escolher seu nicho você deve montar sua persona ou, se preferir, público-alvo. Você deve saber exatamente qual o perfil do público que compraria de você, quais seus desejos, necessidades, dores, quanto ele pode gastar com o seu produto.

Levante um relatório completo da sua persona, isso também vai te ajudar muito na hora de escrever seus e-mails.

Sempre busque anunciar seu produto para o público certo ou, então, sua comunicação vai ficar igual oferecer camisas do Corinthians para torcedores do Palmeiras…as pessoas não vão comprar de você.

Quantidade não quer dizer qualidade

quantidade vs quaidade

Parece clichê, mas é uma grande verdade… Sempre tenha isso em mente: quantidade está longe de significar qualidade.

Vou dar um exemplo que aconteceu comigo. Trabalhei durante 2 anos no departamento de Marketing de uma imobiliária. Na época, eu ainda não tinha o conhecimento de e-mail marketing que tenho hoje, mas conseguia perceber alguns erros que eles cometiam com a lista.

A imobiliária tinha uma lista de e-mails grande, cerca de 5 mil contatos. Com essa quantidade de e-mails é possível fazer muitas vendas, mas durante os 2 anos que fiquei por lá não vi nenhum negócio sendo fechado através de pessoas que viam os anúncios nos e-mails.

Ter uma lista com 5 mil contatos e não concretizar nenhum negócio é bem frustrante, é o que faz algumas pessoas acharem que o e-mail marketing está morto e que esse tipo de comunicação não funciona.

Mas não adianta apenas pegar e-mails aqui e ali e não ter nenhuma estratégia de relacionamento com a sua lista. Esse era um dos principais erros que eu via na imobiliária, eles apenas se lembravam da lista quando queriam oferecer algum imóvel.

Dessa forma, não adianta você ter uma lista gigante, às vezes com 10, 20, 30 mil pessoas, isso não é garantia de que você vá fazer vendas.

Às vezes, uma lista com 100, 200 contatos gera mais resultados (e mais lucros), desde que você tenha um bom relacionamento com essas pessoas. Vamos ver mais sobre isso a seguir.

Relacionamento é Tudo

dando as mãos

Tão importante quanto ter uma lista de e-mails, é se relacionar com ela. Esse é mais um grande ativo da sua empresa.

O relacionamento que você mantém com a lista de e-mails é fundamental para que você aumente sua receita sem ter que aumentar o custo de divulgação.

Antes de tudo, vamos falar sobre 2 erros básicos de relacionamento com a lista de e-mails que todo mundo costuma cometer, tanto no Brasil, quanto no exterior.

O primeiro erro é quando o infoprodutor ou a pessoa que trabalha com site, cria a página de captura, a recompensa digital, gera atenção, as pessoas se inscrevem na lista dela, mas ela não dá a continuidade no relacionamento.

Passou um mês que a pessoa baixou aquela recompensa digital e ela é “esquecida”, ou seja, o infoprodutor faz tudo certinho, mas chega na hora de manter o relacionamento com os leads, ele simplesmente abandona a lista de e-mails. Só existe a preocupação em capturar o e-mail e, depois disso, o e-mail é apenas armazenado no banco de dados.

O segundo problema é ainda pior que o primeiro: esquecer que a lista de e-mails existe e só se comunicar com as pessoas da sua lista quando se pretende vender, isto é, só entrar em contato com a lista de e-mails toda vez que tiver um produto novo, só mandar e-mail quando desejar obter algum retorno da lista.

Isso é muito comum no marketing digital. Pessoas que capturam e-mail, não geram conteúdo de valor e só lembram da lista de e-mails quando querem ganhar algum dinheiro.

Esse tipo de relacionamento se assemelha ao daquele amigo chato: só lembra ou liga para você quando precisa de um favor.

A solução para não acabar cometendo nenhum desses erros é manter um equilíbrio entre oferecer um conteúdo relevante, ou seja, oferecer algo que tenha muito valor para as pessoas da sua lista de e-mails e também rentabilizar a lista.

Segmentar é o caminho!

segmentar

Depois de escolher um nicho, montar sua persona, construir uma lista baseada na qualidade e não na quantidade e se relacionar com sua lista, chega a hora que eu diria que é a mais importante: segmentar a lista.

Ao segmentar a sua lista, você vai, como diz aquele ditado, separar o jôio do trigo. Aqueles leads que não abrem seus e-mails, que não clicam em seus links e não interagem com a sua comunicação, devem ser separados dos leads mais engajados.

Assim, para a lista que tem os leads mais engajados, fica mais fácil oferecer seus produtos, pois você tem a certeza que aquelas pessoas estão interagindo com você, estão recebendo bem a sua comunicação.

Mas, e enquanto aos leads que não interagiam? Leads são valiosos demais para se abandonar assim, você pode fazer uma comunicação específica (sem vender) para esse público e tentar engajá-los.

Novamente, a dica é oferecer conteúdos e recompensas relevantes. Se, mesmo assim, as pessoas continuarem a não interagir com você, aí é a hora de parar. Ficar insistindo pode negativar sua reputação.

Usando o Autoresponder

É algo inviável ficar mandando e-mails manualmente toda vez que você for fazer uma comunicação com a sua lista.

Por isso, as ferramentas de e-mail marketing hoje oferecem a vantagem de poder usar o autoresponder.

O autoresponder é uma sequência de e-mails que você pode programar para que sejam enviados para a sua lista quando você quiser, assim fica muito mais fácil se comunicar com a sua lista, e ainda vai lhe poupar muito tempo.

Alguns exemplos de ferramentas de e-mail marketing que possuem o autoresponder são LeadLovers, Aweber e Mailchimp.

Conclusão

É importante você ter uma estratégia se quiser vender para a sua lista. Não basta apenas ficar oferecendo produtos sem gerar valor e criar confiança para seus leads.

Siga essas dicas e invista em tempo para se dedicar para sua lista.

Com certeza você poderá colher bons frutos.

E se você utiliza ou já utilizou alguma outra técnica ou estratégia para vender mais para a sua lista, deixe um post contando para nós nos comentários.

Quer saber mais sobre Como Construir Uma Lista de E-mails Compradora? No 8ps.com existem 3 minicursos que podem te ajudar a alcançar o objetivo de construir uma lista que compre de você. No Minicurso de Lista: Como Construir e Trabalhar Suas Primeiras Listas de E-mail, você vai entender importância do e-mail marketing para o seu negócio e técnicas para você construir a sua primeira lista. Já na aula Como Criar e Despertar Necessidades da Sua Lista de E-mails, Conrado Adolpho ensina quais táticas utilizar para despertar e expor as dores da lista para ela própria…assim, você cria um vínculo de interesse entre o que você tem a oferecer e o que ela necessita para sanar suas dores.

cta_8ps_livro_cta_grande_shortcode_01

[u1m]
[u1m]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]