Skip to main content
blog_8ps_thumb_2031---Lista-de-Remarketing.-O-seu-Novo-e-Principal-Ativo_900x500_01

Lista de Remarketing. O seu Novo e Principal Ativo.

cta_8ps_livro_cta_pequeno_shortcode_01

Olá pessoal,

tudo bem com vocês?

Nesse artigo, vou focar no conceito e na importância da lista de remarketing no seu negócio digital.

Nos EUA, as grandes empresas do internet marketing já estão dando mais valor à lista de remarketing do que a lista de e-mails.

Vou tentar, de forma rápida, explicar porque esse foi o tema mais abordado no último Traffic & Conversion Summit.

O que é Remarketing

Retargeting, também conhecido como remarketing, é uma forma de publicidade on-line que possui o objetivo de re-ofertar um produto apresentado.

Ou seja… um usuário entrou no seu site através de um anúncio, então, ele tem um interesse pela sua oferta.
Por alguma razão, ele não efetuou a compra.

Entretanto, ele demonstrou um interesse, o que faz dele um potencial comprador e não deve ser abandonado.
O Remarketing é uma estratégia online de “perseguir” esse potencial comprador na rede até que ele faça a ação de compra.

Mas Fabio, o que é Remarketing na prática?

Se você nunca viu, ou apenas já ouviu falar, acredite, você já foi impactado por uma campanha de remarketing e ainda não sabe.

Já se perguntou porque aquele produto que você pesquisou em uma loja virtual começou a te perseguir no Facebook, nos sites que você visita, no Youtube?

Então, isso é Remarketing!

Para exemplificar, enquanto escrevia esse artigo, eu entrei no site da Dafiti e olhei uma bota que estava em promoção.

Abri o Facebook e… “bingo”! Lá estava a minha querida bota de cara:

remarketing-03

Acredite, você será impactado por alguma oferta da Webliv em breve justamente porque você está lendo esse artigo.

Por que devemos fazer Remarketing

Segundo estatísticas, para a maioria dos sites, apenas 2% do tráfego converte na primeira visita.Hoje, as outras 98% das vendas realizadas nos sites são feitas pelo tráfego que retorna ao site, depois de uma primeira visita.

Mas o Remarketing é apenas para quem não comprou?

Não, de forma alguma!

Esse, talvez seja um dos maiores erros das pessoas que trabalham com remarketing, o não aproveitamento de todo o seu potencial.

Vamos pensar assim…

Imagina a sua lista de Remarketing como a sua cartela de clientes.

Em qualquer empresa, o cliente é o seu principal ativo, dessa forma, sua lista também será, afinal, quem comprou uma vez de você, está mais propenso a fazer isso de novo.

Fazer Remarketing é caro?

Pelo contrário, o Remarketing é muito barato!

Na metodologia que desenvolvi e uso para as minhas campanhas chamada de Funil do Tráfego, tenho o remarketing como meu principal ativo.

Lógico que, todo mundo que está hoje na sua lista de remarketing, um dia não esteve lá. Mas, uma vez dentro, você pode criar várias ofertas para ele.

Aqui, eu separei um exemplo de uma campanha que realizamos com a lista de Remarketing:

remarketing-04

Como você pode observar na imagem, essa campanha que está no ar menos de uma semana, fez 12 vendas (de um produto de R$49,00 mensal), investindo apenas $24,85.

O Roi das nossas campanhas com a lista de Remarketing são muito satisfatórios.

Em outro exemplo, para o produto Funil Magnético (R$297,00), foram 5 vendas em uma semana com o R$35,00 de investimento. Um ROI de 3908,10%.

Remarketing é tão eficaz por se concentrar seus gastos com publicidade sobre as pessoas que já estão familiarizadas com a sua marca e demonstraram recentemente interesse.

É por isso que a maioria das empresas que costumam ter no Remarketing um ROI superior a da maioria dos outros canais digitais.

Como o Remarketing funciona?

Retargeting é uma tecnologia baseada em cookie que usa um simples código Javascript para, anonimamente, “seguir” o seu público em toda a Web.

Eis como funciona: você coloca um pequeno pedaço, discreto de código em seu site (este código é por vezes referido como um pixel).

remarketing-05

O código, ou pixel, é imperceptível para os visitantes do site e não afetará o desempenho do seu site.

Cada vez que um novo visitante chega ao seu site, o código cai um cookie do navegador anônimo.

Mais tarde, quando seus visitantes “cookados” navegam na Web, o cookie permitirá que o seu fornecedor de redirecionamento saber quando para veicular anúncios, garantindo que seus anúncios são exibidos apenas para as pessoas que já visitaram seu site.

De prática, em todas as ferramentas de tráfego que permitem criar listas remarketing, você pode colocar o tempo que cada usuário “cockado” pode ficar na sua lista.

Isso quer dizer que, se você colocar um prazo de 20 dias, o usuário que for impactado no dia 1 no mês, ficará na lista até o dia 20 do mês, o do dia 2, até o dia 22, e por aí vai.

Quando você deve investir em Remarketing?

Existe uma única resposta – SEMPRE!

Nunca subo uma campanha sem antes montar a estrutura do remarketing. Como mencionei acima, 98% das vendas vem do público que retorna ao site.

Retargeting funciona melhor em conjunto com o marketing de entrada e saída ou geração de demanda.

Estratégias envolvendo marketing de conteúdo, o AdWords, e exibição alvo são ótimos para dirigir o tráfego, mas eles não ajudar com otimização de conversão.

Por outro lado, redirecionamento pode ajudar a aumentar as conversões, mas não pode conduzir as pessoas ao seu site.

Sua melhor chance de sucesso está em usar uma ou mais ferramentas para o remarketing direcionando o tráfego de para uma nova oferta tirar o máximo proveito desse público.

Uma nova oferta

Temos que pensar, se o tráfego foi até o seu site e não fez a aquisição, pode ser porque ele busque essa necessidade, mas não se convenceu pela oferta.

Então, levar o tráfego para a mesma oferta pode ser dar um tiro no pé.

O que eu costumo fazer é criar novas ofertas para o público que não fez a compra do produto.

Um exemplo é o que eu fiz para o produto reMINDSET.

Essa é a página de vendas:

remarketing-02

Entretanto, para aumentar os argumentos de vendas, eu usei vídeos de conteúdo nos quais detalhavam as vantagens do mindset empreendedor.

remarketing-01

Dessa forma, eu tornava o público da minha lista de remarketing mais engajado a comprar o produto que possui um ticket médio mais alto.

Nos vídeos, buscávamos quebrar todas as objeções, sem nenhum foco na venda. Para, no momento certo, ofertar novamente o produto.

Crie listas de remarketing sobre lista remarketing para que você possa medir a temperatura das suas listas, assim como você faz com os e-mails, eu espero.

Uma pergunta que eu ouço muito – Qual é o tempo ideal que uma pessoa deve ficar em uma lista de remarketing para o mesmo produto?

O tempo ideal, segundo pesquisas e nós mesmo testamos aqui na empresa é de 14 dias. Depois disso, muito capaz de sua oferta virar “paisagem”, o impulso de compra já não existe mais.

Nem por isso, você precisa abandoná-lo, oferte outro produto da mesma categoria para ele.

Cuide com muito carinho das suas listas de remarketing, dê conteúdo a eles também, além da venda.

Você verá que, em pouco tempo, elas serão a sua maior fonte de renda.

Um abraço a todos.

Até a próxima!

cta_8ps_livro_cta_grande_shortcode_01

  • Grande Fábio, parabéns pelo post! Bastante prático e objetivo sobre Remarketing, tava precisndo disso hoje hehe Sucesso! Abraços

    • Fabio

      Obrigado Diego! Abç…

  • Vinicius

    Excelente material!
    Esta noite começo os estudos.
    Obrigado por compartilhar.

    • Fabio

      Isso Vinícius, comece o quanto antes. E eu que agradeço.

  • Diemano

    Muito interessante o seu artigo abriu muito minha mente, consegui enxergar uma possibilidade de tráfego e conversão muito boa. Obrigado!
    P.S: Tenho uma dúvida em como você calculou o ROI do segundo exemplo, pois fiz alguns cálculos e não consegui chegar nesse valor de 3908,10%, na verdade o valor é bem acima (4.142,85%).

    Abraços

    • Fabio

      Olá Dínamo. Você está mais certo do que eu. Esse dado que puxei e coloquei no artigo vem da minha planilha que apresenta o ROI real que que insere outros custo.
      Obrigado. 🙂

  • marketingdigital

    Iniciei uma campanha de Remarketing, porém o valor do clique ficou muito caro. Por volta de R$ 1,35. Campanha no remarketing é mais cara?

    • Fabio

      Pelo contrário, é mais barato. Veja se você não está colocando um investimento muito alto para uma lista ainda pequena. 🙂

  • Gilcimar Fausto

    Olá Fabio, pode dar um exemplo utilizando ferramentas de tráfego? Bem prática ou indicar onde… Vlw… Super post.

    • Fabio

      Olá Gilcimar, existem diversas ferramentas de remarketing no mercado. Entretanto, o próprio Facebook Ads e o Google Adwords (ferramentas de tráfego mais populares) fazem o remarketing. No caso do Facebook Ads, você seleciona a função “Audience” no menu superior, clica em “New Audience”. Lá, você configura para qual página do seu site você deseja criar um público. O Facebook irá criar um script, você inserir ele nessa página desejada e pronto, todos os usuários que entrarem nessa página do site que tiver o script instalado passa a fazer parte desse público criado e você poderá anunciar para ele. 🙂

      • Gilcimar Fausto

        vlw

  • Pingback: YouTube Ads - Poderosa Arma de Remarketing | Welabs()

  • Olá @fabiocavalcantewebliv:disqus. Já assisti alguns vídeos seus lá no WeLabs e gostei muito. Sabe me dizer se no Afiliado Zen vocês ensinam o remarketing?
    E uma dúvida. Há algum custo adicional nas campanhas do AdWord ou FacebookAds quando se opta pelo remarketing?

    Sucesso!

    • Fabio

      Obrigado Max! Não, o Afiliado Zen é outro foco, mas é muito bom o curso. Eu vou disponibilizar um conteúdo de Remarketing em breve, só ficar antenado.
      Abrç.

  • Sátiro Ramos

    Olá Fábio. Parabens pelo execelente artigo.

    Seria interessante um tutorial mostrando como fazer na prática o remarketing usando por exemplo o facebook ads e inserindo o codigo em paginas de blogs e sites.

    • Fabio

      Obrigado pela dica Sátiro. Nesse, eu expliquei o Remarketing como um todo, independente da fonte de tráfego. Eu já ensinei aqui no blog como fazer passo a passo no Youtube. Vou providenciar um no Facebook.