Skip to main content

Como Montar Seu Negócio Sem Dinheiro

Dados do Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) apontam que 60% das empresas fecham as portas até o segundo ano de existência.

Um dos motivos é a falta conhecimento administrativo, segundo o consultor do Sebrae, Augusto Manso.

Isso ocorre principalmente com negócios físicos como lojas, por exemplo, porque as pessoas estão acostumadas a montar o seu negócio de uma maneira “tradicionalmente errada”.

A maioria dos negócios começam com empréstimos de bancos ou de parentes próximos.

Esse já é um grande erro porque, antes de conseguir começar a lucrar, você vai precisar quitar essa dívida, ou seja, você vai demorar a ver o lucro pois parte do dinheiro que você conseguir servirá para pagar esse empréstimo.

Depois, aluga um ponto e gasta dinheiro com decoração para tornar a loja atrativa, compra produtos, contrata pessoas e abre sua empresa para o público.

Em seguida começa a correria pela busca dos clientes. Afinal, as contas estão só aumentando, o vencimento chegando e você, além de precisar pagar as contas, precisa pagar os funcionários.

Além disso, muitas empresas e negócios fecharam de 2015 para cá, por conta da crise econômica do país.

Normalmente, quando surge uma crise econômica, as pessoas tendem a frear os gastos e empreendedores precisam usar e abusar da criatividade para, no mínimo, manter o mesmo ritmo de vendas. Também êxistem aqueles que adiam o sonho de abrir um negócio. Será que eles estão corretos?

A princípio pode parecer loucura, mas no decorrer desse artigo eu vou te explicar porque isso acontece e vou te falar o que fazer para Começar Um Negócio Mesmo Sem Ter Dinheiro.

Em uma entrevista ao G1, Gilberto Sarfati, pós-doutor em estratégia empresarial pela FGV, afirma que, ao contrário do que se imagina, a crise:

“[…] combina com empreendedorismo. Vimos no mundo inteiro que o momento de crise não afeta a atividade empreendedora. Isso é um fato. Quando tem crise não há menos empreendedores […]”.

O Gestor da GVentures, primeira aceleradora universitária non equity do Brasil, fundada por três sócios, também defende que o empreendedor que aproveitar o momento de crise:

“[…] tem grande chance de surfar no momento seguinte, de alta da economia […]”.

Se você está querendo começar o seu negócio, seja algo físico, como uma loja de roupas ou um negócio online, não te dá um medo e você pensa duas vezes antes de começar algo quando vê esses dados?

Pois vou te falar uma coisa: o que muitas pessoas não sabem é que além da falta de conhecimento administrativo, que é um dos maiores motivos para o fim de uma empresa, muitas pessoas ignoram um fator importantíssimo que deve ser a primeira coisa a se pensar antes de começar um negócio…

…nós vamos discutir isso ao longo desse artigo!

Muitas pessoas focam em COMO abrir uma empresa antes de pensar com o que elas querem trabalhar e em qual nicho vão trabalhar.

E quando você para pensar em COMO ABRIR UMA EMPRESA, você logo desiste porque o que passa pela sua cabeça é dinheiro e você pensa “Nossa, eu não tenho essa grana para abrir a empresa e o banco não vai liberar empréstimo para eu começar o meu negócio […]”.

Mas você já parou pra pensar que você pode começar um negócio sem dinheiro?

Parece impossível, mas se você se interessou, continue lendo esse artigo, pois ele foi escrito para você!

O maior erro de um semi-empreendedor, ou seja, aquele cara que tem o espírito de empreender, porém ainda não sabe por onde começar, o que fazer, está um pouco perdido, é que ele pensa que tem que ter dinheiro para começar o negócio.

A maioria não tem capital para poder começar e desistem antes mesmo de tentar.

Agora, pare pra pensar: uma agência, quando está faturando bem, consegue pagar os seus funcionários e outras despesas como conta de luz, de água, internet, etc. O dinheiro que ela usa para pagar as suas contas, vem de onde?

DOS CLIENTES!!! O dinheiro está no bolso dos clientes, nunca se esqueça disso.

Então, tudo que você precisa para começar o seu negócio é de clientes, você precisa de consumidores dispostos a comprar o seu produto/serviço.

TUDO COMEÇA PELA AUDIÊNCIA.

Audiência é aquela parcela do mercado que conhece você e que segue você, ou seja, acompanha o que você posta em vídeos (YouTube, Facebook), imagens (Instagram, Facebook) ou textos (Facebook, blog, e-mail).

Ter uma audiência é uma das principais alavancas para o seu sucesso. Se você cativar uma audiência, você irá tornar a sua concorrência irrelevante.

Você deve estar pensando: “Mas como faço para conseguir uma audiência?”

Você pode fazer isso através das redes sociais.

Hoje, é muito mais fácil as pessoas te acompanharem através de conteúdos que você publica do que comprar um produto ou serviço, afinal, existe muito conteúdo gratuito na internet e produtos e serviços exigem custo.

É mais fácil aumentar a quantidade de pessoas na sua audiência do que aumentar a quantidade de compradores (muitos compradores, mesmo depois de comprar, continuam fazendo parte da sua audiência).

Você pode, muito bem, transformar essa audiência em clientes compradores no futuro, mas para que isso ocorra, você precisa trabalhar bem o relacionamento com essa audiência.

Você sempre acreditou que, primeiro, você tinha que montar o negócio para depois conseguir os clientes. Quando você deveria fazer justamente o contrário.