Skip to main content
blog_8ps_thumb_2068

Como mensurar o desempenho das suas campanhas do Facebook?

cta_8ps_livro_cta_pequeno_shortcode_01

Olá,

 

Tão importante quanto criar suas campanhas no Facebook, é mensurar o desempenho delas. E não estamos falando apenas de olhar as métricas no Facebook, quantos likes ou compartilhamentos você teve, isso também é importante claro, mas é estratégico entender o que acontece com seu público quando ele reage a um anúncio ou post impulsionado e em seguida acessa seu site.

As métricas do Facebook não lhe dão essas informações. Coisas como o tempo em que seu usuário ficou na página, por quantas páginas ele navegou antes de sair, entre várias outras informações que você precisa quando ele sai do Facebook e acessa o seu site. Em resumo, tão importante quanto saber essas informações do seu público, é saber sobre cada fonte de tráfego que você tenha.

 

Por que isso é importante aqui na Webliv?

 

Nós compramos tráfego de diversas fontes, como Google AdWords, Facebook, entre outras. Além disso nós compramos para diferentes objetivos, como geração de leads, engajamento e venda de produtos.

 

Pra nós, e pensamos que para todo negócio, é crucial entender a performance de cada estratégia e em cada fonte de tráfego. Isso nos diz coisas super relevantes, como por exemplo em qual rede funciona melhor para geração de leads, qual trás o lead mais barato, qual trás o lead mais quente e por aí vai.

 

O que fazemos com essas informações?

 

A primeira grande vantagem é saber onde investir massivamente nossa verba para tráfego. Saber também onde investir de acordo com a estratégia e quanto investir de acordo com as metas.

 

Como mensurar os resultados das minhas campanhas do Facebook?

 

Há algumas formas e vou descrever duas super simples, que usamos em nosso dia a dia por sinal. Vou descrever também os prós e contras, para que consiga enxergar seu cenário atual e também cenários futuros.

 

Tráfego de Referência

 

A maneira mais simples de você mensurar o tráfego que vem do Facebook e o que acontece com esse tráfego, é olhando o painel de Referências no Google Analytics. Ele mostra as referências que trouxeram tráfego para o seu site e fica nesse caminho aqui:

 

Aquisição > Todo Tráfego > Referências (dúvidas veja a imagem abaixo)

 

2

 

Você encontrará referências (domínios) como você pode ver abaixo, de uma de nossas contas do Analytics:

 

1

 

No painel de referências você consegue saber coisas como:

 

  1. Sessões – importante para saber o tráfego que está sendo gerado;
  2. Novos usuários – importante para saber quanto de pessoas novas está conseguindo trazer para o site;
  3. Taxa de rejeição – importante para saber o quão relevante está sendo sua página e o quanto as pessoas estão interagindo com ela;
  4. Conversões – importante para saber se os objetivos estão sendo alcançados. Conversões podem ser um formulário preenchido, um download de um material, um tempo mínimo de navegação ou uma compra.

 

Lembrando, claro, que você verá isso por cada fonte que está gerando tráfego para você, que no caso estamos falando do Facebook. Veja que na imagem conseguimos saber tráfego da versão Desktop do Facebook e também da versão Mobile/App.

 

Mas como olhar outras métricas, a partir deste tráfego de referência?

 

Naturalmente você pode precisar analisar outras métricas, que não as disponíveis no painel de referências. Mas continuar analisando apenas de pessoas que vieram do Facebook. É possível? Sim.

 

Você pode criar segmentações e aplicar elas em um painel que esteja analisando. Por exemplo, digamos que você esteja analisando as vendas, no painel de Comércio Eletrônico. Mas você não quer as vendas gerais do seu site, mas sim de cada fonte de tráfego. Você pode aplicar uma segmentação, para que seja exibido apenas o desempenho de uma fonte de tráfego. Ou ainda manter os dois, ou seja, a visão geral e a específica de uma fonte de tráfego, como Facebook por exemplo. Neste caso o próprio Analytics já lhe mostrará um percentual comparativo. Algo como Todos os visitantes vs Visitantes do Facebook.

 

Onde aplicar uma segmentação?

 

Quando acessamos um painel, por padrão o Analytics exibe as métricas de todos os usuários. Mas logo ao lado ele já lhe dá a opção de adicionar um segmento, veja:

 

3

 

Ao clicar podemos adicionar uma segmentação ou ainda criar uma nova. Veja:

 

4

 

Para aplicar uma segmentação, selecione uma e clique em aplicar. Se não existir uma que você queira, crie primeiro e depois selecione para aplicar. Pronto, uma vez que você tenha aplicado uma segmentação, verá os dados mais ou menos assim.

 

5

 

Note que estamos vendo dados de todos os usuários e também de novos usuários. Utilizei a segmentação Novos usuários, mas pode ser tráfego do Facebook, tráfego do AdWords, e assim sucessivamente. Claro que as segmentações de Facebook e AdWords não devem ter em sua conta, mas você pode criar facilmente.

 

Além de ser super simples e muito funcional, lhe diz se seus investimentos em tráfego estão funcionando. Entretanto, há um problema que este painel (de referências) não resolve. Vamos discutir isso na segunda dica.

 

Como saber qual campanha específica está performando melhor?

 

Se você é iniciante, a dica anterior já vai lhe cair como uma luva. Mas se já é um usuário mais avançado, é muito provável que você tenha dezenas de campanhas e anúncios e ainda nas duas redes (Google AdWords e Facebook). Imagine você com 30 ou 40 anúncios, divididos em anúncios de textos, imagens e vídeos e em redes diferentes?

 

Isso gera um problema: não basta saber qual fonte de tráfego está performando melhor, mas é preciso saber quais campanhas estão. Há ainda outro problema. Se tenho 20 campanhas no Facebook e 5 estão ótimas, elas facilmente serão vistas como normais ou até ruins, pois serão analisadas pela média de resultados das 20 campanhas, quando o correto (leia-se inteligente) é ver que 5 estão performando muito bem e as demais não.

 

Como avaliar o desempenho individual de cada campanha no Analytics?

 

Uma forma simples de fazer isso é usando as tags UTM. Essas tags são universais e com elas nós conseguimos mensurar precisamente cada campanha, seja do Facebook, e-mail marketing ou qualquer outra fonte de tráfego.

 

Enquanto utilizar tags UTM em suas URLs/Links, conseguirá saber o desempenho individual de suas campanhas no Analytics. Caso isso pareça grego pra você, veja como fica uma URL com tags UTM:

 

8ps.com/?utm_source=conrado.com.br&utm_medium=banner&utm_campaign=banner8psblogconrado

 

Perceba que temos as seguintes tags UTM nesse link:

 

  1. UTM Source
  2. UTM Medium
  3. UTM Campaign

 

Existem outras tags e não vou entrar muito nesse assunto, visto que nosso foco é como mensurar elas no Analytics. Entretanto, recomendo uma ferramenta gratuita que uso diariamente, para facilitar a criação de links com as tags UTM, veja:

 

https://ga-dev-tools.appspot.com/campaign-url-builder/

 

Ou seja, em suas tags utm você pode colocar a fonte de tráfego, o tipo de anúncio, a campanha e até palavras-chave. Depois é só mensurar no Analytics.

 

Há alguns painéis para analisar individualmente o tráfego a partir de tags UTM. A forma que mais uso não é um painel na verdade, mas sim criando segmentações, como mostro na imagem abaixo após clicar em NOVO SEGMENTO (botão vermelho para criar nova segmentação):

 

6

 

Veja que já temos as opções, em origens de tráfego, para as seguintes tags utm:

 

  1. Campanha – utm_campaign
  2. Mídia – utm_medium
  3. Origem – utm_source
  4. Palavra-chave – palavras-chave pagas ou não pagas

 

Uma vez que você crie uma segmentação com as tags utm que queira analisar, seu trabalho está concluído. Veja uma segmentação para mensurar o tráfego vindo do link abaixo:

 

8ps.com/?utm_source=conrado.com.br&utm_medium=banner&utm_campaign=banner8psblogconrado

 

7

 

Gostou? Espero que comece a usar o quanto antes e que, mensurando suas campanhas ou tráfego de referência, seus resultados melhorem.
Grande abraço!

cta_8ps_livro_cta_grande_shortcode_01

[u1m]
[u1m]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]